Close

Anti estático

September 20, 2018

Anti estático

Pro-Tech CPD 0032 Anti Estático é um aditivo para resinas poliolefínicas destinado a

minimizar os efeitos do acúmulo de cargas estáticas.

É apresentado na forma de pellets cilíndricos, acondicionados em sacos de polietileno

valvulados com 25 kg.

Todas as embalagens possuem a identificação da Pro-Color, código do produto,

número do lote de produção, data de fabricação e data de validade.

 

Aplicação:

Foi desenvolvido para ser utilizado em resinas olefínicas em geral (PEBD / PEAD), em praticamente todos os processos de transformação dependendo do processo produtivo e das características do produto.

Pode ser dosado à proporção de 2,0 % em peso, com

relação à resina.

Foi desenvolvido para uso em PEBD e PEAD, Com temperatura máxima de (200ºC) “O mesmo produto ativo vai ser eliminado com alta temperatura” em Filme de Polietileno, devido o baixo Grau de volatilização do produto.

 

Benefícios:

  • Evita aderência nas paredes do filme.
  • Evita o acumulo de poeira.

 

Validade e armazenamento:

Possui prazo de validade limitado a (6 meses) a contar da

data de fabricação, desde que seja armazenado e manuseado adequadamente, conforme segue:

  • Manter o produto em suas embalagens originais até o momento de seu uso.
  • Ao abrir uma embalagem, procurar utilizar seu conteúdo o mais rapidamente possível.
  • Manter o produto em ambiente fresco, seco, arejado e abrigado da incidência direta da luz solar.
  • Evitar o contato direto das embalagens do produto com o chão, utilizando pallets de madeira ou plástico.
  • Não exceder o empilhamento máximo de 5 fileiras.

 

Características físicas:

Descrição Especificação Tolerância
Teor Dietanolamida de Ácido Graxo de Palmiste Conforme o padrão N/A
Densidade Aparente 0,94 g / cm3 ± 0,2 g / cm3
Índice de Fluidez 20,0 g / 10’ ± 2,0g / 10’
Temperatura 200 °C N/A

 

Toxidez e segurança:

É formulado com matérias-primas de acordo com a legislação atual no que se refere à presença de sais de metais pesados, aminas aromáticas primárias e demais substâncias reconhecidamente tóxicas. Trata-se, portanto, de um produto atóxico, podendo ser utilizado na confecção de embalagens alimentícias, brinquedos, materiais similares. O produto atende a Resolução 51/10 e 52/10 de 26 de novembro de 2010 do Ministério da Saúde,

Não apresenta riscos a quem o manuseia desde que sejam

observadas as regras básicas de higiene industrial e segurança no trabalho.

Ao se decompor termicamente (queima), libera fumos e

gases que, sob nenhuma hipótese, devem ser aspirados. Para combate ao fogo, utilizar máscara antigases.